TOTAL ROCK SITE! - Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018
 


 
Principal Info - Works "Backstage & Shows" Resenhas, Entrevistas exclusivas   - Nas Redes junte-se a nós!
 

Backstage

Cobertura exclusiva

2018
Ozzy Osbourne
"Farewell Tour"

2016
Black Sabbath
"The End Tour"

2015
Ozzy Osbourne 
"Monsters Of Rock"

 2014
Rick Wakeman 
"English Rock Ensemble"
"Orquestra e Coral"

Virada Cultural
URIAH HEEP

2013
Black Sabbath 
"São Paulo - Tour 13"

2012
Rick Wakeman 
"English Rock Ensemble"

2011
Ozzy Osbourne 
"SCREAM Brasil Tour"

2008
Ozzy Osbourne 
"Black Rain Brasil Tour"


Publicidade

Login


Entrevista com GUS G. líder-guitar do FIREWIND
A Entrevista!
Autor admin última atualização em 21/12/2017

Índice

» A Entrevista!
» The interview!

Gus G. (Photo Credit: Tim Tronckoe)Gus G. (guitarrista, Ozzy Osbourne e fundador da Firewind) deu uma entrevista super exclusiva a Almir Figueiredo (Fanzmosis Ozzy Brasil), direto da Grécia.

Ele contou um pouco sobre sua vida e carreira, Ozzy Osbourne, carreira solo e falou sobre a impressão que teve sobre o Brasil. Em março de 2018, ele volta ao Brasil em turnê, desta vez com sua banda Firewind.





Gus G. (Crédito da foto: Tim Tronckoe)

Conduzida por:
Almir Figueiredo (Fanzmosis Brasil)
Tradução, inglês e português:
Débora Figueiredo


Perguntas e respostas:
 


1 - O que mudou para você desde 1998, após a sua demo "Nocturnal Symphony"?

Gus - Tudo mudou, é claro! Tive uma carreira na qual eu mal poderia sonhar! Mas meu amor pela música não mudou, com certeza eu ainda sou tão apaixonado (pela música), se não mais, como naquela época.

2 - Como ser considerado um dos maiores guitarristas do nosso tempo?

Gus - Eu não sei, eu sou? É sempre lisonjeiro receber elogios dos fãs ou imprensa, é gratificante pelo trabalho árduo, sangue, suor e lágrimas que você colocou nisso. Só espero que as pessoas estejam gostando das músicas e dos shows, sem o apoio do público não há motivos para sair e fazer isso.

3 - Com dois álbuns solo, você está atualmente em uma turnê bem sucedida que abrangeu parte da Europa e agora a América do Norte lançando seu último álbum "Brand New Revolution". O que o fez seguir uma carreira solo?

Gus - Em 2013, eu só precisava de uma pausa de Firewind depois que nosso vocalista deixou a banda. Eu estava farto de tudo e precisava escrever com pessoas diferentes, por isso fiz meu álbum solo e tive vários convidados. Eu queria fazer um álbum como os do Santana, com muitos músicos talentosos, alguns famosos, alguns não tão famosos, não importava. Era uma coisa que eu tinha que fazer por mim mesmo. Fiquei surpreso com o feedback e, em breve, estava recebendo propostas de turnê. Então tudo começou a acontecer a partir disso.

4 - Você participou de vários projetos em parceria com renomados músicos e bandas, sendo o Gunslingers Tour nos EUA o mais recente. Como é estar na estrada ao lado de ícones de rock como Vinnie Moore?

Gus - Vinnie é um dos meus heróis da guitarra da minha infância, foi incrível estar em turnê nos EUA com ele, aprendi muito com ele todas as noites!

5 - Nos shows e no estúdio, qual o equipamento que você mais gosta de usar?

Gus - É praticamente a mesma coisa. Minhas guitarras da Jackson com meus amplificadores de Blackstar Blackfire 200. No estúdio eu não uso pedais, mas no palco eu tenho um pequeno pedalboard com delay, um pedal wah e um pedal chorus. E é isso aí.

6 - Sobre o Firewind, ao contrário dos outros álbuns, "Immortals" lançado em 2017, é o primeiro trabalho conceitual da banda. O que mudou?

Gus - Foi a primeira vez que decidimos tentar fazer um álbum conceitual e funcionou muito bem. É também o primeiro álbum com nosso novo vocalista, Henning Base.

7 - Qual é a história por trás desse álbum?

Gus - Trata-se de um período da história grega e mais especificamente sobre as lendárias batalhas de Thermopylae com o rei Leonidas e seus 300 espartanos enfrentando o que se acredita ter sido centenas de milhares de persas e a batalha da marinha de Salamina.

8 - Qual foi a importância de Denis Ward na criação deste álbum?

Gus - Dennis teve um papel importante. Além de trabalhar na parte técnica do álbum, ele co-escreveu todas as músicas comigo, como fiz toda a música (instrumental) e ele fez todas as letras e melodias vocais.

9- Quais são suas canções favoritas (tanto solo quanto Firewind) para tocar e escutar?

Gus - Eu realmente não escuto minha própria música em casa, já que eu toco por tanto tempo ao vivo durante todo o ano. Eu adoro o material novo do Immortals. Quanto ao meu material solo, eu gosto de tocar "The Quest" e "Vengeance", que são instrumentais.

10 - Você poderia contar como será o novo álbum de estúdio do Firewind, que será lançado em abril de 2018?

Gus - Na verdade é um álbum solo, não um álbum da Firewind. O meu novo CD solo vai sair em abril e ainda não posso falar sobre isso, mas Dennis Ward estará lidando com vocais e baixo. É uma evolução dos meus primeiros 02 álbuns, estou realmente entusiasmado com isso!

11. Você esteve no Brasil duas vezes (2011 e 2015) com Ozzy. Quais foram os momentos mais marcantes? E os fãs brasileiros?

Gus - As duas vezes foram algumas das melhores turnês da minha vida. Especialmente a primeira, que eu não sabia o que esperar. Eu tinha ouvido os rumores sobre os fãs lá fora, mas fiquei impressionado. Ambas turnês sul-americanas que fizemos com o Ozzy permanecem como algumas das minhas favoritas durante o meu tempo na banda!

12 - Na sua primeira apresentação com o Ozzy em 2011, você entrou no palco e tocou incrivelmente, conquistando os fãs brasileiros. Como foi estar no palco no Brasil?


Gus - É bom ouvir isso. Eu não sabia o que esperar, eu apenas tentei fazer o melhor que eu poderia considerando que estava ocupando um papel consagrado pelos antigos guitarristas da banda de Ozzy. Eu não sabia como as pessoas reagiriam, mas todos os fãs realmente me abraçaram. Obrigado por isso!

13 - Como foi para você estar no palco ao lado de Adam Wakeman, Blasko, Tommy Clufetos e Ozzy Osbourne na turnê Scream no Brasil?

Gus - Foi fantástico. Aprendi muito com esses caras. Eu tive que intensificar meu modo de tocar, este foi o verdadeiro negócio, não era uma banda de bar. Estes são alguns dos melhores músicos do mundo e estávamos nos apresentando em arenas todas as noites com o Príncipe das Trevas. Todos os shows foram enormes e cada momento contava. Então, levei a sério e dei tudo o que tinha.

14 - Em março de 2018 você retorna ao Brasil em turnê, desta vez com sua banda Firewind. Você poderia apresentar a banda e antecipar como será essa turnê em nosso país?

Gus - Henning Basse nos vocais, Petros Christo no baixo, Bob Katsionis nos teclados e guitarra, Johan Nunez na bateria e eu. Estamos muito entusiasmados por chegar ao Brasil e ao resto da América Latina, já faz muito tempo! Nós vamos tocar músicas de toda a carreira, e vai ser barulhento e cheio de energia!

15 - O que devemos esperar de você no futuro próximo?

Gus - Mais metal pesado, é claro!

16 - Gostaria de deixar uma mensagem para os fãs brasileiros?

Gus - Quero agradecer a todos os nossos fãs por aguardar o Firewind durante todos esses anos, estou realmente ansioso por finalmente trazer a banda para o Brasil. Além disso, muitos agradecimentos a você e a todos os fãs de Ozzy pelo amor e apoio! Deus abençoe, obrigado!



Slideshow

Backstage - M&G - Shows
Q&A com Ozzy Osbourne

mais detalhes aqui...


ENTREVISTAS

2017 -  Gus G.
Líder do Firewind

2013 - Ian Anderson
do Jethro Tull

2012 - Gus G.
do Firewind
2012 - Adam Wakeman
do [Headspace]

Scream - 2011
2011 - Tommy Clufetos
2011 - Ozzy Osbourne
2011 - Blasko
2011 - Gus G.
2011 - Adam Wakeman

Black Rain 2008
2008 - Ozzy Osbourne

2005 - Bill Ward
do Black Sabbath

2004 - Ozzy Osbourne

1997 - Ozzy Osbourne

 


CONTATO
Portal: Fanzmosis.com.br
Almir Figueiredo(Editor)

Fanzmosis Brasil - Experience Site! Serviço de notícias:
Bandas, PR, Promo, empresas e gravadoras devem enviar seus press releases, agendas, notícias para publicação por e-mail, clicando aqui.
 
Cel: 55 13 98199-5202
 

Mantido por:
Fanzmosis Brasil
Desde setembro de 1995

1996 - 2015 'fanzmosis.com.br' - Todos os direitos reservados       Fanzmosis Group